⠀⠀⠀⠀⠀

⠀⠀⠀⠀⠀

'The Wire', 'Falling' e 'Days Are Gone' nas listas da Pitchfork

Para marcar o meio da década da publicação online, Pitchfork elegeu as 200 melhores músicas no espaço de 10 anos. Haim aparece na lista com duas canções, 'The Wire' e 'Falling', que ficaram nas posições 58 e 166, respectivamente.

Haim - The Wire 
Em um comentário para The New York Times, o escritor Jon Caramanica descreveu as irmãs Haim como "impossível odiar", mas eu diria que é o oposto, elas são tão fácil de odiar como qualquer um que faça sua realização parecer sem esforço.
 "The Wire", uma canção que sintetiza os prazeres dos anos 70 pop-rock tão alegremente que você pode não perceber que é sobre uma ruptura. “I didn’t go and try to change my mind, not intentionally,” a irmã do meio Danielle canta no topo do segundo verso, confiante, mas indeferente - uma linha que pode ser verdade, mas não vai confortar para quem ela está cantando

Não que o seu conforto realmente importe. Se a história de Haim tem uma moral aqui, é sobre a importância do seu eu em primeiro lugar onde você faz o que precisa fazer por sí mesmo e segue em frente sem ficar muito preso. Até mesmo o som da música - meticulosamente construido com a ajuda do produtor Ariel Rechtshaid - parece mutante e pós-dor. “I just couldn’t take it, I tried hard not to fake it,” conclui Danielle, “but I stumbled when it came down to the wire.” Até o ponto em que a banda caminha gloriosamente para o refrão, deixando suas preocupações para trás como um rastro de vapor rosa. A história é escrita pelos vencedores; às vezes canções de amor também são. -Mike Powell.


Haim - Falling 
“I can feel the eyes are watching us so closely,” murmura Danielle Haim sobre a primeira música do primeiro álbum, que chegou depois de um ano inteiro. A única resposta racional para tal intenso escrutínio? Dance como se ninguém estivesse olhando. Por toda a sua precisão esculpida em estúdio, "Falling" é em última análise sobre o turbilhão confuso de emoções que a melhor música pop prontamente provoca: coração acelerado, joelhos fracos de euforia, a leveza estonteante. "Falling" se torna a sua própria prova de conceito. "Nothing’s gonna wake me now, 'cause I’m a slave to the sound,” declara Danielle, assim que a música chega a decolagem, um convite aberto para se juntar a ela para um tango no meio da noite. -Stuart Berman.


Em outra lista ainda do mesmo site, foi publicado um top 100 melhores álbuns entre 2010-2014, 'Days Are Gone' não ficou de fora dessa. O debut da banda ocupou a 64ª posição. 
Haim - Days Are Gone

Haim é a Jennifer Lawrence do rock. Seu apelo é óbvio: as mulheres que saem como "just one of the guys", mantendo uma feminilidade sem esforço. Mulheres que parecem estar sempre se divertindo, sempre detonando, sempre prontas para a festa. É fácil odiar meninas legais como essas, mas Haim usa seus poderes para o bem. Elas fazem as merdas mais cafonas parecerem totalmente incríveis. - merda como soft rock dos anos 70 e 80's Lite-R & B, Fleetwood Mac e Sheryl Crow. Merda como estar em uma banda com suas irmãs desde que era uma garotinha, como movimentos de dança coreografados e bass face. Títulos de músicas como "Forever", "Falling", "Let Me Go".  E assim, Haim vira o script em 'Cool Girl'. Elas se transfomaram em salvadoras do 'uncool'. -Amy Phillips.


Fontes:
1 - 2 - 3
'The Wire', 'Falling' e 'Days Are Gone' nas listas da Pitchfork 'The Wire', 'Falling' e 'Days Are Gone' nas listas da Pitchfork Reviewed by Julia Novaes on 16:16 Rating: 5

Sora Templates

DESIGN BY LUDMYLA